Cronologia das Secas: Seca - 2010 ( Amazônia )*

Seca - 2010 ( Amazônia )*


Seca - 2010 - O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), divulgou resultado de estudo sobre a seca na Amazônia. De acordo com análise de pluviosidade na região, 2010 foi o ano da pior seca da história da Amazônia.

E a quantidade de CO2 emitido pelas árvores mortas pode ser comparada as emissões dos EUA.

As constatações são de estudiosos britânicos (da Universidade de Leeds) e de brasileiros do Ipam (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia). Eles publicaram um artigo na revista “Science”.

O grupo de pesquisadores, liderado pelo britânico Simon Lewis, mostrou que a seca de 2010 foi mais intensa e afetou uma área maior que a estiagem de 2005 – até então considerada recorde.


A seca de 2010 durou meses porque coincidiu com o aumento da temperatura das águas do Pacífico (El Niño) e do Atlântico Norte. Entre as consequências da estiagem estão o aumento do lançamento de carbono na atmosfera (cinco bilhões de toneladas) devido à morte de árvores, o que influi diretamente no aquecimento global e nas mudanças climáticas. Além disso, comunidades ribeirinhas ficaram isoladas devido a seca total dos rios, pois dependiam dele para se locomover e animais aquáticos, como o peixe-boi, tiveram de ser resgatados e levados a cativeiros por causa da diminuição dos níveis de água.

Para se ter uma ideia do que isso significa: a emissão da queima de combustíveis fósseis dos EUA é de 5,4 bilhões de toneladas por ano. Em condições “normais”, estima-se que a Amazônia absorva 1,5 bilhão de toneladas de CO2 da atmosfera.

Foto: A/D - Arquivo OpenBrasil.org
Cronologia das Seca - OpenBrasil.org
Página anterior Próxima página